A medida do perdão.


a-cruz-e-milhoes peroando

A medida do perdão

Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós." (Mateus 7.2).
O que significa perdoar verdadeiramente?
Perdoar é não levar em conta o que foi feito consciente ou inconscientemente contra nós (Efésios 4.32). Nem sempre conseguimos imediatamente esquecer o que aconteceu, ou apagar de nossa memória as palavras proferidas contra nós, mas, quando perdoamos verdadeiramente, o fato ocorrido não nos machuca mais. É como se fôssemos elevados acima da situação presente ou passada e estivéssemos contemplando de cima, podendo abençoar, de coração, os nossos devedores.
O perdão é ordem do Senhor (Cl 3.13) e liberta o coração. Libera o prisioneiro da nossa mente, que porventura nos deve algo… Perdoar nos faz ser parecidos com Deus (Lucas 5.21). Perdoar nos traz a verdadeira paz. Paz com Deus, paz consigo mesmo e paz com o próximo. 
Qual a abrangência do perdão?
O perdão deve ser total e incondicional, oferecido a qualquer pessoa que nos ofender ou ferir. Quando Pedro perguntou a Jesus se o perdão até sete vezes no mesmo dia estava dentro dos padrões ideais da santidade, o Senhor lhe respondeu que, não apenas sete vezes, mas setenta vezes sete. Isto significava que devemos perdoar a mesma pessoa no mesmo dia, 490 vezes pela mesma falta.
Observe a parábola que Jesus contou a respeito do perdão (Mateus 18.23-35). A dívida daquele homem era impagável. Nem se trabalhasse durante centenas de anos, economizando tudo o que ganhasse, ele não conseguiria pagá-la. Entretanto o rei lhe perdoou a dívida. Mas ele não se inteirou dessa realidade e foi cobrar do seu companheiro uma quantia irrisória, pensando em pagar a dívida que tinha. Colocou o devedor na prisão e isto chegou ao conhecimento do rei. E o credor, que não tivera compaixão, foi lançado na prisão por não ter reconhecido o perdão que lhe fora dado… Perdoar é mandamento do Senhor para todo servo dele (Lucas 17.4). Perdão e amor incondicionais para todos, aleluia!
Qual é a medida do perdão? E como devemos agir para perdoar verdadeiramente?
A medida para o perdão deve ser de acordo com o tanto que queremos ou precisamos ser perdoados por Deus (Salmos 103:3; Mc 3:28). Se quisermos perdão total, devemos perdoar totalmente. Jesus nos ensinou esta verdade no sermão do monte (Mt 6:12-15). Os benefícios do perdão são incontáveis, pois a nossa maior alegria consiste nesse fato (Lc 10.20). A principal conseqüência é a paz – verdadeira riqueza (Rm 14.17; Fp 4.6-7).
Precisamos orar e pedir ao Senhor que nos ajude a perdoar. Você pode fazer um exercício simples: tome um papel e escreva nele tudo o que a pessoa que te ofendeu fez contra você. As palavras proferidas, as atitudes, a ingratidão, a ofensa, a traição, o abuso e toda maldade arquitetada. Este papel é como se fosse uma “nota promissória”, um certificado da dívida que a pessoa tem com você. Então ore, colocando na cruz essa “nota promissória” do seu próximo devedor (Cl 2.13-14). Em seguida, tome esse papel e enterre-o. Não o retire mais dali. Com o passar do tempo o papel será absorvido pela terra e se desfará. Quando o seu coração quiser lembrar o que aconteceu no passado, você dirá: “Jesus perdoou a todos na cruz. Ele perdoou o pecado da pessoa que me ofendeu e me perdoou também. A nota de dívida já não existe mais. Estou livre e posso amar a quem me ofendeu”!  
O que acontece quando não perdoamos ao nosso próximo?
A prisão com atormentadores é o que aguarda os que não perdoam ao próximo (Mt 6.14; Mt 18.32-35). A falta do perdão atrai as enfermidades psicossomáticas (1Co 11.30). Há pessoas que sofrem enxaquecas, pressão alta, gastrites, artrites, câncer, palpitações, dores no peito, etc  por causa da dureza do seu coração em não perdoar o próximo. Isto não significa que todas as pessoas que sofrem essas enfermidades não perdoaram, mas que sintomas psicossomáticos alcançam corações enrijecidos pelo orgulho e falta de perdão. 
O coração perdoador é semelhante ao coração de Deus. É livre. É feliz. É abençoador. 
Desafios para a semana:
Leia esses textos maravilhosos sobre o perdão de Deus e marque-os em sua Bíblia: Is 43.25, Is 44.22, Is 55.7, Jr 5.1; 31.34; 33.8; Mq 7.18; 1 Jo 1.7-9.
Leia sobre os exemplos bíblicos de perdão humano e responda: Gn 33.4; 45.15; 1Rs 1.53; At 7.60.
Você precisa perdoar alguém?
Você precisa pedir perdão a alguém?
Faça-o o mais rápido possível. Experimente a liberdade do coração livre de cobranças do passado.
Versos para decorar: “Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.” (Jo 15.7). 
::Por: Pra. Angela Valadão

Anúncios

Sobre luizlopesfoto

Sou fotógrafo há 18 anos, trabalho com foto social e eventos, studio e agora, estou me dedicando um pouco a still.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s